Projeto coordenado pelo prof. Marcio Tavares d'Amaral e vinculado ao IDEA - Programa de Estudos Avançados/ECO-UFRJ

Coluna de Marcio Tavares d´Amaral nO Globo

A coluna escrita por Marcio Tavares d´Amaral é publicada aos sábados no Segundo Caderno (Cultura) do jornal O Globo. Abaixo seguem os links para os textos.

‘Vire uma pedra, Deus aí estará’ | Se Deus se mostra pelos estigmas a alguém sem gosto pela transcendência, onde fica o povo da Igreja? (23/09/2017) Leia aqui

Espera, confiança, esperança | Essas palavras andam pelo mesmo campo, referidas a um futuro, mas apontam coisas diversas (16/09/2017) Leia aqui

Poesia, louvação da vida | Os poetas são estranhos e esquivos, ninguém os escolhe na hora de montar um time de futebol de rua (09/09/2017) Leia aqui

O Reino de Deus | Pequena defesa da utopia (02/09/2017) Leia aqui

Da vida pequena | Dividir o pouco é uma das formas mais belas da bondade humana. Chama-se solidariedade. A generosidade das pequenas vidas. (26/08/2017) Leia aqui

Partido Socrático pela Verdade | O Brasil, que inventou a jabuticaba, criou também uma monstruosadade: partidos que não são feitos para representar (19/08/2017) Leia aqui

A acédia de Deus | O Mal se planetarizou, e sua simultânea obscenidade e banalização podem pôr sombra no coração amoroso de Deus (12/08/2017) Leia aqui

Francisco entre os lobos | Padre Bergoglio, assim gosta de ser chamado o papa Francisco. O bispo de Roma. Em cuja porta rondam os lobos (05/08/2017) Leia aqui

Entre o estrume e a estrela | Coxinhas e mortadelas, francamente, não são categorias analíticas (29/07/2017) Leia aqui

O trabalho de si, o amor ao mundo | Perdemos a arte de conversar. De nos correspondermos, descobrindo-nos uns aos outros. Perdemos a capacidade de sermos felizes (22/07/2017) Leia aqui

O desprezo dos intelectuais | Penso nos que têm ódio: sem os mitos do fogo os apressados ainda comeriam cru (15/07/2017) Leia aqui

Ética da vida comum | Para quem não sabe, valores são convicções segundo as quais há gente que encaminha suas vidas (08/07/2017) Leia aqui

Um retiro | Um gesto de ternura, que é um modo da presença de Deus, e uma pequena luz se acende (24/06/2016) Leia aqui

Os meus alunos | Recebo-os no seu segundo dia de aula, quando seus olhos ainda brilham (17/06/2017) Leia aqui

A corrida e a morte | Hoje foi só um tempo para a poesia. Porque o mundo escureceu (10/06/2017) Leia aqui

República | Ser republicano até o fundo da alma poderia fazer uma tremenda revolução (03/06/2017) Leia aqui

A quinta roda | A verdade foi desejada por gregos atordoados pelo infinito do mar como um conta-gotas do mundo e da vida (27/05/2017) Leia aqui

TOC | A Taxa de Ódio Circulante não deixa pensar. Não deseja pensar. Quando já se sabe mandam a verdade tomar atrás (20/05/2017) Leia aqui

O tempo da gripe | Antes a perda de tempo seria um sofrimento. Não é mais (13/05/2017) Leia aqui

Objetivamente | Hoje, nela a verdade brilha ou naufraga? (06/05/2017) Leia aqui

Será o Benedito? | Será errado insistirmos naquilo que constitui a nossa mais profunda identidade? (29/04/2017) Leia aqui

As coisas ruins e as outras | A vida pequena pode ser mexida por nós. A grande vida, a da destruição do mundo, a da humilhação da vida, não. (22/04/2017) Leia aqui

Os místicos de olhos abertos | Há uma Humanidade suspensa das palavras esquecidas (15/04/2017) Leia aqui

É hora para a poesia? | Na China e no Japão antigos o último gesto de vida de um samurai antes do suicídio ritual era compor seu poema (08/04/2017) Leia aqui

A possível leveza | Estudei numa universidade cujo lema — alis grave nil — quer nos ensinar que nada é pesado a quem tem asas (01/04/2017) Leia aqui

A surdez de Beethoven | A música é mesmo sempre outra coisa. Ela pode salvar a vida dos poços mais fundos de desespero e mágoa (25/03/2017) Leia aqui

O deserto cresce | Não conviveremos com as palavras de ordem e de ódio (18/03/2017) Leia aqui

Crônica esportiva | Há umas quatro décadas o futebol-arte foi sendo posto num ostracismo soturno (11/03/2017) Leia aqui

Segundo tempo | Foi um jogo histórico. Mostrou um equilíbrio insuspeitado (04/03/2017) Leia aqui

No vestiário | Os da Verdade não sabem, e ralam; os da Pós-Verdade nem querem saber, e passeiam (25/02/2017) Leia aqui

Vamos resolver na bola | Os da não-verdade apelam para a violência. Carrinho por trás (18/02/2017) Leia aqui

A verdade crua dos fatos | Ora, 'fatos alternativos' é o mesmo que 'mentira deslavada' (11/02/2017) Leia aqui

Da verdade, onde ainda existe | Procurar o sentido é a própria essência da verdade (04/02/2017) Leia aqui

Esconderijos da verdade | A verdade morreu? Qual verdade? Talvez a da adequação, a de Sto. Tomás (28/01/2017) Leia aqui

Metafísica do secundário | Não sabermos mais o que é verdade e não haver mais verdade não são a mesma coisa (21/01/2017) Leia aqui

Só se nós fizermos... | A resposta das autoridades é macha, enérgica: mais presídios! É guerra! (14/01/2017) Leia aqui

Os reis, quando adoram | Vieram em boa-fé, trazem coisas para o menino. O dia é deles. Deixem-nos vir (07/01/2017) Leia aqui

Santo Agostinho não foi à praia | Esse é o momento da esperança. Por ela é que fazemos propósitos (31/12/2016) Leia aqui

O pastor debaixo da estrela | Que coisa maravilhosa seria... a paz! Se essa fosse a noite da Paz (24/12/2016) Leia aqui

Medo do que vem | Nosso DNA contém o instante suspenso da gravidez de Maria e o medo de José (17/12/2016) Leia aqui

Algo virá | É sina, parece, dos anunciadores não verem a chegada do que pressentiram (10/12/2016) Leia aqui

Advento de quê? | O Advento é o nascimento de Deus entre nós (03/12/2016) Leia aqui

A possível leveza | Estudei numa universidade cujo lema — alis grave nil — quer nos ensinar que nada é pesado a quem tem asas Leia aqui

Interlúdio místico | O mundo não tem estimulado muitas alegrias. Seu pêndulo vai rodando para o lado sombrio Leia aqui

Ocupações | Nesse momento, os secundaristas ocupam suas escolas para poderem se ocupar dessas matérias. Para que não lhes sejam roubadas Leia aqui

O chute na santa | Há dois mil anos aquele que é mestre de tantos de nós nos deu uma direção que não sabemos seguir Leia aqui

Poder e governo | O Poder pode sustentar um governo ou mandá-lo embora (29/10/2016) Leia aqui

Um quarto de vida | Se a PEC do Fim do Mundo passar, adeus (22/10/2016) Leia aqui

A Revolução dos Cravos | Não, não murcharam nem os cravos nem a tua festa, pá. Fico contente (15/10/2016) Leia aqui

Limpar a... | Houve um tempo em que as divergências levavam a acordos dos quais ninguém se envergonhava (08/10/2016) Leia aqui

Uma oração pela paz | Francisco tomou a si evitar o dia seguinte. Seu papado é admirável na sua estratégia (01/10/2016) Leia aqui

Prova e convicção | Um farol apagado é ou não um farol? É a luz que faz o farol ou é o farol que faz a luz? (24/09/2016) Leia aqui

O menino de Aleppo | O rosto daquele garoto retirado de sob pedras arrasadas ocupa todo o espaço dos meus olhos (17/09/2016) Leia aqui

A verdade é difícil, senador! | Esta coluna é um pequeno acalanto para a tristeza da verdade (10/09/2016) Leia aqui

De si sobre si | Quem não cuida de si, como haverá de cuidar da cidade? (03/09/2016) Leia aqui

Quem não acredita em igualdade com liberdade 2 | É preciso confiar na História: ela não é traçada em linha reta (20/08/2016) Leia aqui

Quem não acredita em igualdade com liberdade 1 | Precisamos olhar para essa esquerda. Ela, essa, específica, é parte do problema. Não é parte da solução (20/08/2016) Leia aqui

Quem derruba o rei? | Dei-me subitamente conta de que, afinal, não foi o Deep Blue que venceu o desafio (13/08/2016) Leia aqui

Fé, religião, radicalização | Os jihadistas utilizam a religião islâmica para aterrorizar o mundo, embaralhando espiritualidade, religião e fé (06/08/2016) Leia aqui

Sobre as ‘radicalizações’ | Quando se trata da polis, da ação política, os radicais são instintivamente temidos (30/07/2016) Leia aqui

As sombras na caverna | A história de Platão continua: o homem que se livrou das correntes e viu a luz (23/07/2016) Leia aqui

Polêmica também é conversa | A juventude de Santo Agostinho permitiu-lhe ajustar contas com o tempo. (16/07/2016) Leia aqui

Conversões | São Paulo fez em si o metabolismo do divino. Ganhou uma vida que não tinha (09/07/2016) Leia aqui

A vontade de injustiça | A Constituição prevê o remédio. Mas exige a doença. Um crime. Que foi fabricado (02/07/2016) Leia aqui

Direito, direitos | Pode-se dizer que o jugo da lei é a pior das formas de compor interesses. Mas é melhor do que todas as demais. (25/06/2016) Leia aqui

Ecos | Um elogio à música 'Mortal loucura', de Zé Miguel Wisnik (18/06/2016) Leia aqui | Ouça aqui

Na pinta da meia-noite | O mistério incomoda, dá náuseas, mas é no oculto que se prepara o extraordinário (11/06/2016) Leia aqui

A tristeza dos santos | Os místicos olham para o mundo de maneira extraordinária (04/06/2016) Leia aqui

Sobre as Histórias | Olho para o presente e não consigo evitar a avalanche de tristeza (28/05/2016) Leia aqui

Serena paixão da verdade | Paixão e serenidade se opõem? É o que se diz (21/05/2016) Leia aqui

Como assim, humanismo? | O humanismo não seria, hoje, um saudosismo passadista, poderia ser um projeto revolucionário (14/05/2016) Leia aqui

Os pobres | Tomamos distância. Deles, sim. Mas, no mais fundo das nossas consciências adormecidas, fugimos de nós (07/05/2016) Leia aqui

Pensar ou não pensar, | Não pensar provoca maremotos humanos. Escravidão de negros. Subordinação das mulheres. Caça às bruxas. Discriminação (30/04/2016) Leia aqui

De boca na mortadela | Dois países não podem conviver no mesmo território (23/04/2016) Leia aqui

Poder não ser nação | Não são os Estados que têm História, são as Nações (16/04/2016) Leia aqui

O cachorro de Pavlov | Há um animal se formando em nós, que acabará comendo a si mesmo (09/04/2016) Leia aqui

As estratégias do bolo | Os fatos viram inimigos quando não concordam com a nossa opinião sobre eles
(02/04/2016) Leia aqui

O mar e a praia | Na guerra a verdade naufraga. Um naufrágio que é triste demais (26/03/2016) Leia aqui

Serenidade | O medo que me toma todo é o da humilhação da vida. Não pode ser. A serenidade é o único antídoto que conheço (19/03/2016) Leia aqui

A pororoca das origens | O desconforto de Kierkegaard com as condições de pensar e dizer na sua época pode ter sido um eco (12/03/2016) Leia aqui

Segundo time | Os filósofos consagrados se apresentaram no outro sábado, neste surgem uns menos conhecidos (05/03/2016) Leia aqui

Selecionando filósofos | A vida vale mais do que a filosofia. Inverter as prioridades é mortal (27/02/2016) Leia aqui

A música, antes de tudo | Verlaine escreveu como quem formula uma lei: 'De la musique avant toute chose' (20/02/2016) Leia aqui

Os filhos das trevas contra os filhos da luz | Assumir essa oposição é perigoso, mas é tentador (13/02/2016) Leia aqui

Os destruidores da Terra | Um cientista humanista! É um começo de diálogo maior do que podia esperar (06/02/2016) Leia aqui

Os construtores da terra | Temos sede de extraordinário. Os cientistas precisam olhar para nós (30/01/2016) Leia aqui

Os assassinos do Sol | O Ocidente mundializou-se, o mundo ocidentalizou-se (23/01/2016) Leia aqui

Fim de férias | Agora o ócio acaba. Mas não devia ser (16/01/2016) Leia aqui

Aprender a esperança | Se ela se perder, o sol se põe para nunca mais (09/01/2016) Leia aqui

Tempo, tempo, tempo, tempo | Esse problema nos pega forte. Para conjurá-lo, inventamos o relógio (02/01/2016) Leia aqui

É preciso ser cético | Duvidando de todos os sins, eles têm certeza de todos os nãos (26/12/2015) Leia aqui

Pequenino nasceu em Belém... | Estaria em casa em algumas igrejas abertas, não em outras (19/12/2015) Leia aqui

E os que não lutam com o Anjo? | Inventamos avatares de Deus. Ele habita as redes, vira meme. Frequenta jogos (12/12/2015) Leia aqui

Jacó e o Anjo | Deus quis pôr Jacó à prova, e tudo mudou (05/12/2015) Leia aqui

O erro de Zarathustra | A Humanidade precisava dele. Mas ele, sobretudo ele, precisava da Humanidade. Abandonou-a (28/11/2015) Leia aqui

Noite aturdida | A esperança sobreviverá à morte das flores e às velas que se apagam. E à banalidade da vida retomada (21/11/2015) Leia aqui

Poesia, por que não? | Se há pergunta estúpida é para que serve a poesia (14/11/2015) Leia aqui

As mulheres e a objetividade | Coluna de Marcio Tavares d´Amaral no ‪#‎AgoraÉQueSãoElas‬ | Texto de Tatiana Roque (07/11/2015) Leia aqui

A carta da velha na chuva (31/10/2015) Leia aqui

'Não faço questão!’ | O mundo pede emoção e inteligência (24/10/2015) Leia aqui

Tenho certeza. Eu acho | A coragem da verdade é necessária para derrubar aparências, preconceitos, pré-julgamentos (17/10/2015) Leia aqui

Direita e esquerda | Mas por que insistir nessa distinção que põe fel nos diálogos e transforma conversas em trocas de tapas? (10/10/2015) Leia aqui

As três cores do mundo | Pela fraternidade não se fez revolução alguma (03/10/2015) Leia aqui

Outras palavras | Vivemos imersos em imagens. Elas bombardeiam nossos sentidos, invadem nosso cérebro (26/09/2015) Leia aqui

O mar, a praia de Aylan | Aylan Kurdi é um náufrago dos povos das águas (19/09/2015) Leia aqui

O que Heráclito poderia ter feito por nós | Ele ficou 26 séculos impedido de nos dizer sua sabedoria (12/09/2015) Leia aqui

Bibliotecas | Num Kindle cabe uma biblioteca inteira, mas ele não tem maciez, não vive (05/09/2015) Leia aqui

Globalização da ternura | Tudo de poderoso entope dos regatos minúsculos por onde passa a fraternidade (29/08/2015) Leia aqui

... e a Mística | A mística aponta para o mundo na sua dimensão opaca, mas realíssima (22/08/2015) Leia aqui

Democracia | As leis se fazem, e vive-se depois com elas. Até serem mudadas pelo voto (15/08/2015)  Leia aqui

Palavras | Elas são sobrecarregadas, velhas. Têm história. Podemos mergulhar nessa história e trazê-las de lá, escorrendo a água das origens (08/08/2015) Leia aqui

Felicidade dá trabalho | Se queremos recuperar a potência que a vida vai perdendo, precisamos andar com quem não abriu mão do trabalho de ser feliz (01/08/2015) Leia aqui

Sobre filósofos e poetas | A filosofia aprendeu a decifrar enigmas. É pouco. Ela tem um encontro marcado, de novo, com o extraordinário (25/07/2015) Leia aqui

O que Beda tem a nos dizer | A sociedade da eficácia e do hiperconsumo, que já existe, pôs no deserto a verdade, cuja procura, por séculos fez a nossa grandeza (18/07/2015) Leia aqui

Os gregos: a verdade e a praça | O poder é tentador por si só. Por isso os déspotas falam da sua solidão. É porque se deslocaram da companhia do povo (11/07/2015) Leia aqui

O que Nietzsche tem a nos dizer | O tempo não tem começo nem fim, é eterno e infinito, e portanto tudo já aconteceu e acontecerá de novo (04/07/2015) Leia aqui

O bóson de Higgs | Em linguagem filosófica, que nessa hora devia pedir licença discreta e se calar: uma coisa não precisa existir para ser (27/06/2015) Leia aqui

Fundamentalismos | Não tem graça. É uma palavra do mal (20/06/2015) Leia aqui

A moça, o gás e a bomba | O futuro, tempo totalmente virtual, pulou sobre o presente e determinou aí os seus efeitos (13/06/2015) Leia mais

Os povos da água | Talvez um dia outros não precisem sair para o mar apostando contra a morte (06/06/2015) Leia aqui

Conversa sem educação | Parece que, entre nós, a ignorância não é um desserviço público, um pecado social (30/05/2015) Leia aqui

Viver sem sonhos? | Os que temos à noite reacendem o passado. São vivos, têm volume, fazem sentido (23/05/2015) Leia aqui

‘Ninguém nos representa!’ | O grito de raiva, angústia e esperança ecoou nas manifestações de 2013 (16/05/2015) Leia aqui

Uma estrela que dança | Nossa vida comum revela um paradoxo: amamos o mundo real e o virtual (09/05/2015) Leia mais

Globalização  e nós com isso? | O mundo tem 7 bilhões de pessoas, mas 4 bilhões estão fora dele (02/05/2015) Leia aqui

Matéria sobre a Coluna de Marcio Tavares d´Amaral nO Globo
Marcio Tavares d´Amaral estreia como colunista do GLOBO | Professor vai discutir os impactos da globalização na vida de cada um de nós (01/05/2015) Leia aqui

Foto: Gustavo Stephan (O Globo)